a (30)

A otoplastia pode afetar a minha audição?

Publicado por Fonaudio em 02 de janeiro de 2021

Hoje nós vamos esclarecer uma dúvida bastante comum: a otoplastia pode me deixar surdo? De antemão, adiantamos que não, e logo você saberá o motivo!

A otoplastia é uma cirurgia estética. (Reprodução/Freepik)

A ”orelha de abano” é um dos defeitos congênitos mais comuns (ou seja, uma anomalia física que surge quando a criança ainda está em formação, na barriga da mãe). A alteração, que pode ser notada ainda no nascimento e tornar-se mais acentuada no decorrer na vida, pode provocar distúrbios sociais e distorções de autoimagem, embora não acarrete em alteração funcional da orelha.

A primeira descrição de um procedimento cirúrgico para correção de orelhas foi relatada no século XIX, em 1845. Desde então, muitos autores e médicos têm estudado e proposto técnicas operatórias novas, objetivando atingir resultados cada vez mais naturais e duradouros. Desse modo, a indicação do procedimento sempre visou corrigir a característica estética e não a deformidade em si, pois apesar de ser algo meramente externo, a proeminência das orelhas pode afetar, profundamente, a autoestima e a vida social dos portadores.

Assim, otoplastia, por ser uma cirurgia estética, erelativamente simples, não tem poder para causar surdez ou qualquer outro problema relacionado à audição. Entretanto, é aceitável que, por se tratar de uma intervenção, haja medo e receio quanto ao processo, assim como em toda cirurgia. O procedimento que, geralmente, é realizado com anestesia local e sedação, é concluído em pouco tempo e o paciente pode ir para a casa no mesmo dia, uma vez que o corte é feito na parte de trás da orelha e os pontos são internos e absorvíveis, não gerando a necessidade de retirá-los depois. Desse modo, portanto, não há como ficar surdo em decorrência da otoplastia.

Além disso, é óbvio que deve haver o diagnóstico certo para a melhor correção de casos desse tipo. Isso porque, a proeminência da qual estamos tratando é estipulada por uma ou por mais alterações anatômicas, de modo que o plano de cirurgia deve considerar as anomalias de cada uma das partes da orelha, para que, quando operadas individualmente, possam entregam um resultado natural e harmonioso.

E ah, não se preocupe, as complicações em otoplastias são raríssimas, no entanto, não é por isso que você deve descuidar do pós-operatório, ok? No mais, toda cirurgia requer cuidados e você, sempre, deve conversar com um especialista para avaliar o seu caso.

Leia também

download

Perda auditiva x Demência

LER MAIS

a (2)

Zumbido no ouvido – Causas, prevenção e tratamento

LER MAIS

a (1)

Cuidado auditivo diretamente do conforto e segurança da sua casa

LER MAIS