a (23)

Seu corpo também fala

Publicado por Fonaudio em 16 de dezembro de 2020

Seu corpo também fala. É isso mesmo que você leu: ele fala… e não é difícil entender o que ele quer dizer, basta estar atento aos nossos gestos, mas calma! Nós vamos te explicar mais sobre esse assunto que, por sinal, é interessantíssimo.

Hoje, o objetivo é mostrar que a comunicação extrapola (e muito) a oralidade, pois assim como a linguagem de sinais, como a música, como a pintura, como a literatura e como qualquer outra forma de manifestação do pensamento, a linguagem corporal também transmite ideias, sensações e emoções, e, portanto, fica validado que uma imagem vale mais do que mil palavras!

A linguagem corporal também é uma forma de comunicação. (Reprodução/Freepik)

Todos temos uma postura ao falar. No entanto, normalmente, ela diz muito além do que aquilo que conseguimos expressar por meio das palavras, e grande parte desses trejeitos são universais e de fácil percepção… mas, afinal, o que é linguagem corporal? De forma resumida, é uma comunicação não-verbal que compreende a postura, os gestos, as expressões faciais, a movimentação dos olhos e a distância física entre os indivíduos. Dessa forma, ela tem por função expressar sentimentos, emoções e transmitir mensagens, cujos significados são influenciados pelo contexto. De acordo com Ray Birdwhistell, apenas 35% do significado social de qualquer interação corresponde às palavras pronunciadas, pois o homem é um ser multissensorial que, de vez em quando, verbaliza. À vista disso, a linguagem corporal está presente no nosso dia a dia, contudo, não temos consciência de sua ocorrência e, tampouco, de como acontece.

A cinésica, tentativa de compreender a linguagem do corpo, estudada e desenvolvida por Birdwhistell, estudou os movimentos corporais de diversas nacionalidades e não identificou em qualquer expressão facial, atitude ou posição do corpo, algo que tivesse o mesmo significado, desmantelando a ideia de universalidade desse tipo de comunicação, com exceção do sorriso, que é um gesto semelhante em qualquer lugar do mundo.

Para a melhor compreensão cinésica, o autor estabeleceu alguns pressupostos, como a concepção de que o movimento do corpo não traduz o significado da mensagem, o que torna necessário a inserção dessa expressão em um contexto.  

Segundo José Ângelo Gaiarsa, renomado psiquiatra e autor de 35 livros, “aquilo que de mim eu menos conheço é o meu principal veículo de comunicação”. Ainda de acordo com ele, ”um observador atento consegue ver no outro quase tudo aquilo que o outro está escondendo – conscientemente ou não. Assim tudo aquilo que não é dito pela palavra pode ser encontrado no tom de voz, na expressão do rosto, na forma do gesto ou na atitude do indivíduo”.  

Referências: COMUNICAÇÃO NÃO-VERBAL: REFLEXÕES ACERCA DA LINGUAGEM CORPORAL.

Leia também

download

Perda auditiva x Demência

LER MAIS

a (2)

Zumbido no ouvido – Causas, prevenção e tratamento

LER MAIS

a (1)

Cuidado auditivo diretamente do conforto e segurança da sua casa

LER MAIS